Agronegócio

O Governo do Estado está investindo forte para promover o desenvolvimento do setor primário e assim gerar maior inclusão social, mais emprego e renda no interior do estado.

As agroindústrias estão sendo incentivadas ou revitalizadas com o aumento da oferta de crédito rural, o acesso aos mercados institucionais, a capacitação e o apoio à gestão empresarial. Dentre elas, destacamos as que beneficiam pescados, derivados do leite e polpas de fruta, especialmente do açaí. O Amazonas é o segundo maior produtor da fruta no Brasil, com 9 mil toneladas por ano e receita de R$ 90 milhões.

Veja outros bons exemplos:

800 toneladas de pirarucu de manejo foram produzidas no último ano depois que o Governo promoveu o ordenamento pesqueiro com base nos acordos de pesca.

 

3,1 milhões de peixes ornamentais foram exportados no último ano, especialmente para Alemanha, EUA, Taiwan e Japão.

A Pesca Esportiva foi beneficiada com treinamento em boas práticas no manuseio do peixe capturado e com o licenciamento e realização de torneios de pesca esportiva que reuniram 25 mil turistas no período da seca dos rios, movimentando um montante de R$ 60 milhões, em 35 municípios.

A extração da borracha, uma das atividades mais tradicionais do Amazonas, recebeu subvenção e a previsão para a safra 2019/2020 é de 152 mil quilos.

A produção da fibra vegetal juta e da planta malva, uma das atividades de grande valor para a indústria têxtil, recebeu mais de 5 milhões de reais em subvenção econômica. Estas fibras são produzidas sem insumos químicos e representam uma alternativa ecológica para a confecção de embalagens e substituição dos plásticos.

Atividades de Manejo Florestal

As atividades economicamente e ambientalmente sustentáveis que envolvem produtores/coletores de pequena escala no Amazonas estão contempladas nos Projetos Prioritários do Idam.


Plano de Manejo 
Com o plano de manejo é possível conter o uso e retirada de madeira de forma ilegal.  
Em 2019, foram produzidos de forma sustentável mais de 9,8 mil metros cúbicos de madeira no Amazonas. 

 

Óleos Vegetais 
Cerca de 2.700 agricultores familiares e produtores rurais registrados trabalham com o extrativismo vegetal no Amazonas. Há séculos, esta é uma das principais atividades econômicas da região. Os principais óleos são extraídos da andiroba, copaíba, murumuru e buriti. 

 

Castanha-do-Brasil
Cerca de 4.500 agricultores familiares devem produzir este ano 500 toneladas de castanha-do-brasil, uma das mais importantes espécies de exploração extrativa da Amazônia. A agroindústria transforma em amêndoa desidratada e embalada à vácuo.

Piaçava
Mais de mil famílias rurais vivem da extração de fibra de piaçava. 

Cadastre seu email aqui